Terrenos portugueses - As árvores e espécies mais recomendadas

Que lhe pareceu esta ideia?

Deixe o seu comentário

Deixe o seu comentário

2 Comentários

Licínia Gouveia - há 7 meses

Deixo aqui uma sugestão de assunto a tratar que complementa perfeitamente este esplêndido artigo: cuidados a ter para não introduzir uma espécie vegetal exótica invasora em território nacional! Recordo que existe legislação nacional recente sobre a prevenção e gestão da introdução e propagação de espécies exóticas invasoras (Decreto-Lei nº 92/2019, de 10 de Julho), em o Artigo 16.º do mesmo estabelece a proibição de deter, cultivar, criar, comercializar, introduzir e repovoar com espécimes de mais de 200 espécies vegetais incluídas na Lista Nacional de Espécies Invasoras. Infelizmente, esta legislação não só é desconhecida da maior parte da sociedade portuguesa, como de muitos especialistas em jardinagem e paisagismo, que continuam a dar primazia à utilização de espécies exóticas na sua actividade profissional. Aliás, este artigo já menciona algumas espécies exóticas com considerável potencial invasor se o seu cultivo não for controlado (mesmo que sejam cultivadas com fins ornamentais): a Aloe vera que é nativa da Península Arábica; a Espada de São Jorge (Dracaena trifasciata), nativa da África Ocidental tropical. Dentro dos cactos e suculentas, os exemplos de exóticas invasoras são clássicos e flagrantes no nosso país, como a Opuntia ficus-indica (figueiras-da-índia) e o Carpobrotus edulis (chorão-das-praias).

Beatriz Correa - há 7 meses

Olá, Licínia. Obrigada pela sugestão. Para os próximos artigos trataremos deste tema :)

João Dias - há 7 meses

Achei muito interessante este vosso artigo. Quero referir que não sou agricultor mas já plantei perto de 100 árvores no meu espaço na zona de Mação, muitas com insucesso e por isso quero partilhar um pouco da minha experiência. Discordo referente á facilidade de tratamento da macieira e até da romãzeira. A macieira alem da poda necessita muito tratamento para conseguir um fruto são, se não o fizer com regularidade ganham bicho, com excepção da Maçã Granny Smith, plantei há uns 8 anos e é bastante resistente ás pragas. Relativamente a Romã existe muitas espécies, no meu caso tem espinhos que é terrível para podar e todos os anos tem que ser feito porque ganha muitos rebentos em volta da árvore. E como ambas são árvores caducas, no inverno o jardim fica triste. Resolvi fazer este comentário porque foram as primeiras árvores da vossa sugestão, por isso é melhor pensarem bem no assunto, pois eu não voltarei a plantar estas árvores.

Beatriz Correa - há 7 meses

Olá, João. É sempre importante partilhar as experiências. Agradecemos o seu comentário que ajudará à outras pessoas! Obrigada.

Lembre-se que também pode pedir orçamento de Jardinagem.